momento de reflexão

abril 15, 2009

Io pregunte para papa como pudo vencer sin labor. Elo dugo que il solor es relactivo, i qui vencer no depiende. Ma elo enfatizza: “Má no siempre.. Má no siempre…”, elevando su manos en la altura de la cabana.

Pongo mi solo redemoendo la dependentia de lo labor com lo sucezzo. Di usual bandado in mi cadera, bandado de fronto para o matzo, oliando tuto que deseo vir a mis pés. Como podo conocer il solor en la camiza si no levanto-me para la conquista?

Deseo para mi quedase ser uma question de pensamento i no de atitudi. Es no físico. Es em la mente que lo labor acontece.

Entrotanto una unicima bez mi vi a calir de la teoria que tanto(!) ma tanto… gozava. Una chica e una bambina enloquecieram-me. Muy espertitas ellas. Má tutto bene. La despretension que bambeia lo veio, llhegaram a mi casa uma, una semana apos la outra, como no quiem nadie solamente: passiando sus manos no cabelo, arrumano um bielo rizzo. Ah ragattza! Chica mia! Ahora no mi quedo a ver ninguna, nin rizzo, nin cabelo. Tengo saudades daquelos momentos…

 

Anúncios

One Response to “momento de reflexão”

  1. cafeinada Says:

    colombês 🙂


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: