continuando…

abril 28, 2009

Não me pergunte porque. Me apaixonei por aquela menina ali sentada. Acabou de chegar. Sempre pega a cadeira quebrada na frente do bar e cumprimenta o… esqueci o nome dele, mas ela com certeza sabe. Cara, doidera isso, to me apaixonando por pessoas que nem conheço. “Você nunca falou com ela?” (uhn….).  Fica olhando, vai chegar a amiga dela, vem gritando e saltitando, me admiro com a felicidade exaltada, mas o sorriso gentil me encanta mais. “Arrumo uma desculpa para você então, pega uma cerveja lá… e esbarra nela sem querer”. Porque faria isso? Estou saindo já, pega a cerveja lá que semana que vem continuamos a história.

Então, já falou com os olhos? “Uhn…” Então, perguntou há um tempo se eu já tinha falado com ela, mas como não especificou e não ia supor que você já estava além, apesar de sempre me surpreender, não disse. Como não disse que peguei um dinheiro “emprestado” na sua mochila… esqueci a carteira… “De novo?!” É… foi mal te entrego amanha na forma de vale refeição, to com vários lá em casa, ai você pode pedir pelo telefone uma refeição que vai brotar na sua porta em menos de quinze minutos, mas pede pro cara te trazer um contra vale, e evite comer carne… Estou começando achar isso interessante, o olhar do estrangeiro, voyer, apesar de no começo ter soado como desculpa para hesitação, mas ainda acredito que uma interpretação mais ativa seja mais válida (sabe o Sartre?), não quero cair no erro da maioria do jornalismo que consegue chamar o cara de Campelo. Isso tem uma longa história, desde o caso do Tibor, de Amsterdã, foi bizarro aquilo né? “Foi…” Estou com fome, já comeu hoje? “Já…” Um bifinho? “É…”, vamos lá e depois a gente volta.

“Vai comer o quê?” Sei lá… deixa eu ver.. Perai cara, sai da frente. Moça? Eu queria um sanduíche… “Quais complementos vai querer?” O que tem? “Cenoura, beterraba, queijo minas, queijo prato, catupiry, alface, batata palha, presunto, salsicha, pasta de grão de bico, azeite, vinagre, pimenta, ketchup, mostarda…Tem maionese ai Cláudia? Maionese, frango desfiado, pasta de atum, tomate e molho de salada”. Acho que não vou comer nada não, obrigado moça! Boa noite. “Não vai comer?” Po sei lá cara, fiquei tonto, bora voltar?

Senta ai que vou pegar a cerveja (…) “Falou com ela?”

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: