João,

agosto 15, 2008

no começo de sua carreira jornalística, enfrenta grandes problemas de insegurança:
– Oi, sete pães, por favor.
– dois reais.
– obrigado.
Caminhante, iguais a todos, João carrega seus, nem dez, nem cinco, mas sete pães. (Número primo não é uma boa escolha…)
Comum a todo jornalísta, joão sabe escrever, mas não arrisca ser dez, temendo ser um cinco. Isso faz dele, basicamente, um sete.